O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, anunciou neste sábado (3), em Campo Mourão, uma série de investimentos do Estado na região. Dentre eles está o repasse de R$ 1,4 milhão para obras de infraestrutura da Santa Casa e a doação de um veículo à instituição.

Também foi anunciada a inclusão da Central Hospitalar ao Programa Estadual de Apoio e Qualificação dos Hospitais do Sistema Único de Saúde do Paraná (HospSUS), com o repasse de R$ 1,3 milhão ao ano. Pelo programa, o Estado assume as despesas administrativas de três leitos da UTI Adulto enquanto eles não são habilitados pelo Ministério da Saúde. Desde 2011, o Governo do Estado já autorizou investimentos de R$ 106 milhões para a área da saúde aos 25 municípios da região.

“Este é um importante investimento de apoio à Campo Mourão e região. Os esforços estaduais e federais totalizam uma injeção na ordem de R$ 10 milhões. No Paraná os recursos públicos são usados com muito planejamento. A Santa Casa e a Central Hospitalar são hospitais estratégicos na região, que vão servir à população que precisa de atendimento”, afirmou Michele Caputo Neto.

Serão destinados também para o município de Campo Mourão investimentos no valor de R$ 1,2 milhão, sendo R$ 750 mil para a construção de uma nova Unidade da Saúde da Família, R$ 300 mil para a reforma de duas unidades básicas (Coapar e Unidade Modelo), R$ 115 mil para que o município adquira equipamentos para a Atenção Básica Municipal além de um veículo para ser usado no transporte sanitário.

“Tudo aquilo que nós fazemos à população e que precisamos da ajuda do Governo do Estado, recebemos o apoio. A Secretaria de Saúde do Paraná e o secretário Caputo Neto já nos ajudaram a construir e reformar postos de saúde, a diminuir as filas de espera nas cirurgias eletivas e muito mais. Com isso conseguimos consolidar e melhorar a saúde em nosso município e de toda região”, ressaltou o prefeito de Campo Mourão, Tauillo Tezelli.

CIRURGIAS ELETIVAS – O Governo do Estado liberou ainda o repasse de R$ 720 mil para zerar a fila de cirurgias de catarata, prótese auditiva e órtese e prótese na região. Os procedimentos serão feitos em hospitais de referência credenciados pelo Estado.

UBIRATÃ – Para o município de Ubiratã, a Secretaria de Saúde vai ampliar em R$ 600 mil por ano o teto de média e alta complexidade. Os recursos são destinados ao pagamento das internações hospitalares (AIH), serviços ambulatoriais e os referentes às portarias das Redes de Urgência e Emergência e Materno-Infantil.

HISTÓRICO – Desde 2011, a Santa Casa de Campo Mourão recebeu o total de R$ 36,5 milhões do Governo do Estado. Destes, R$ 10,7 foram repassados pelo programa HospSUS, R$ 5,3 milhões para a construção de um novo pronto socorro e uma nova maternidade e R$ 1,1 milhão para a construção da passarela que liga os prédios do hospital.

Ainda, R$ 15,5 milhões foram destinados à pre