O vereador Dioclésio Antunes, destacou nesta sexta-feira (2), o estudo publicado pela consultoria Cambridge Analytic, que mostra que para 52,8% dos eleitores brasileiros, o próximo presidente deve ser otimista e apresentar soluções para a saída de crises. “Apontar defeitos é fácil. O difícil é participar e construir as soluções para os mais variados desafios que devemos enfrentar em nosso país. É preciso acreditar no Brasil e ter fé na construção de um futuro melhor”, ressalta Dioclésio.

Confira:

Próximo presidente deve ser otimista, diz estudo

A principal característica que o eleitor espera do próximo presidente da República é o otimismo, diz estudo da consultoria Cambridge Analytic com 1,2 mil pessoas no mês de janeiro. Para 52,8%, o líder deve ser otimista. Pedidos para escolher entre “presidente que nos diga o tamanho da crise ou como sair da crise”, 58,8% preferem “como sair”. O estudo foi realizado com pessoas de 18 a 55 anos, em todo o país. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Um total de 44,7% dos brasileiros não identificam o pré-candidato a presidente mais otimista, neste momento. Entre pré-candidatos citados pelos eleitores, Jair Bolsonaro (PSC) lidera com 23,2%, Lula (PT) tem 18,7% e Marina (Rede) 6,3%. Ciro Gomes (PDT) tem a preferência de apenas 5% dos eleitores otimistas, e Geraldo Alckmin (PSDB) 2,3%.

(foto: arquivo/google)