Uma comitiva internacional formada por professores, estudantes e especialistas das universidades Stirling (Escócia) e Utrecht (Holanda) e da Fundação Getúlio Vargas (FGV) de São Paulo esteve em Curitiba nesta semana para conhecer detalhes do projeto Vale do Pinhão. Os mestres e acadêmicos tiveram reuniões na terça-feira (24/10), no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) e no Engenho da Inovação.

No Ippuc receberam informações sobre as questões urbanísticas e de regeneração urbana. Os arquitetos Célia Bim e João Guilherme Dunin apresentaram um panorama da cidade, as orientações da Lei de Zoneamento, eixos de transportes, estruturais e como é planejado o desenvolvimento da cidade a curto, médio e longo prazo.

Vale do Pinhão

“Os integrantes da comitiva apresentaram interesse no programa Vale do Pinhão, em especial na forma de interagir com a sociedade, debatendo e ouvindo as pessoas para decisões mais assertivas nas ações”, disse Célia.

No Engenho da Inovação, eles foram recebidos pelo diretor técnico da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, Tiago Francisco da Silva, que apresentou o programa Vale do Pinhão e as ações de incentivo a criatividade, inovação e empreendedorismo que estão ocorrendo na região do Rebouças.