A Prefeitura de Curitiba iniciou na manhã desta quinta-feira (8/6) a distribuição de cinco toneladas de alimentos, em caráter emergencial, para famílias afetadas pelas fortes chuvas que atingiram a capital nesta semana. Estão sendo montadas 250 cestas com 14 itens (achocolatado, açúcar, arroz, biscoito, café, feijão preto, fubá, leite condensado, macarrão, molho de tomate, óleo, sal, tempero e vinagre).

O prefeito em exercício, Eduardo Pimentel, esteve na Central de Distribuição de Alimentos, no Capão da Imbuia, para acompanhar o envio das cestas básicas. “Seguindo determinação do prefeito Rafael Greca, a Prefeitura segue mobilizada para atender todas as famílias. Infelizmente, muitas pessoas perderam quase tudo com o alagamento e é muito importante que a administração municipal esteja presente e dê todo o suporte para elas”, afirmou Pimentel.

Pela manhã, a Fundação de Ação Social (FAS) iniciou a distribuição de duas toneladas de alimentos que atenderam 99 famílias dos bairros que compõem as regionais CIC, Boqueirão e Matriz. Mais três toneladas serão encaminhadas pela Secretaria Municipal do Abastecimento, nos próximos dias, para que a FAS mantenha o atendimento às famílias.

Nesta quinta-feira, as cestas-básicas foram entregues a 80 famílias da Regional CIC, 16 do Boqueirão e três da Matriz. A entrega é feita pelas equipes dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras), que atendem pessoas em situação de vulnerabilidade social.

A presidente da FAS, Larissa Tissot, disse que, além dos alimentos, as famílias atingidas pelas chuvas estão recebendo roupas, colchões e cobertores, a maioria doada pela população ao Disque Solidariedade. “São itens fundamentais para que as famílias possam superar esse momento difícil com dignidade.”

Atendimento

Desde a última quarta-feira, equipes da Central de Distribuição da Secretaria, localizada no bairro Cajuru, estão mobilizadas para selecionar os alimentos, que são entregues na unidade da FAS no Campo Comprido. Lá, os servidores montam as cestas.

“Estamos fazendo esta ação integrada entre as secretarias para garantir alimentação digna para a população atingida pelas chuvas”, salientou o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Luiz Gusi. Ele explicou que os alimentos são adquiridos com recursos do Fundo de Abastecimento Alimentar de Curitiba (Faac).

Vistoria

Nesta quarta-feira (7/6), Eduardo Pimentel vistoriou os estragos causados pela chuva da noite de terça nos bairros Parolin, Sítio Cercado e Cidade Industrial. Somente na terça, as chuvas passaram de 102 milímetros, mais que o total esperado para todo os mês de junho em Curitiba.

A situação mais crítica foi registrada na esquina das ruas Canal Belém com a José Hauer, no Uberaba. Cerca de 100 residências foram atingidas, mas os moradores puderam voltar para as casas posteriormente.

O Plano de Contingência da Defesa Civil foi acionado. As dez Regionais da cidade foram atendidas com o acionamento das comissões de segurança, abrigo e operações. Equipes da Guarda Municipal, Defesa Civil e Cosedi passaram a noite em atendimentos diversos e a Prefeitura continua os trabalhos, dando apoio aos que ainda necessitam de qualquer tipo de ajuda.