A presidente da Comissão de Saúde, Bem Estar Social e Esporte da Câmara Municipal de Curitiba, vereadora Maria Letícia Fagundes (PV), anunciou durante a sessão desta quarta-feira (25), o fim da greve dos médicos concursados da Fundação de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (FEAES). ” Os meus colegas médicos estiveram em greve até o dia 19 da semana passada, e a categoria mesmo em greve não deixou de atender a população, olha que sensacional, anúncio aqui o fim da greve”. destacou Maria Letícia.

O acordo para o fim da greve foi firmado durante uma audiência dia (19), no Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT- PR), a FEAES e os seus médicos, representados durante audiência pelo Simepar (Sindicato dos Médicos no Estado do Paraná) chegaram a um acordo para por fim ao movimento de greve que se estendia desde 2017.

O acordo foi firmado perante a desembargadora e vice-presidente do TRT-PR, Nair Maria Lunardelli, o Ministério Público do Trabalho e Fundação Municipal. “A Fundação reconheceu legitimidade da greve e acertou com os médicos um reajuste de 4% retroativo a 01 de maio de 2017. Desta forma os médicos concursados da fundação terão aumento imediato em suas remunerações e demais benefícios de ordem econômica”. ressaltou Maria Letícia.

Mesmo com fim da greve, as partes concordaram em dar continuidade a discussão e debater temas como (pagamento do 5º final de semana de plantão como hora-extra, terceirização e outras reivindicações) a partir de 1º de maio deste ano. ” O sindicato dos médicos negociou, e não houve necessidade de invasão da Câmara Municipal e nem de xingar vereadores para que eles conseguissem seu aumento justo. Eu quero cumprimentar aqui todos meus colegas médicos porque isso é uma grande vitória, pois foi a única categoria municipal que recebeu reajuste. Entendo que isso aconteceu pela forma leal que foi conduzida a greve”.