O deputado Fernando Giacobo (PR), primeiro-secretário da Câmara Federal, entrou ontem com uma emenda a (MP) para cancelar o cancelamento proposto pela União, dos R$ 43,1 milhões para duplicação da BR-469, a Rodovia das Cataratas em Foz do Iguaçu. A verba integra um montente de R$ 50 milhões no orçamento da União, destinado por uma emenda parlamentar da bancada paranaense no Congresso Nacional.

“A presente emenda visa reparar o enorme prejuízo ocasionado pelo cancelamento dos recursos indispensáveis a adequação do trecho de acesso ao Parque Nacional do Iguaçu, um dos pontos turísticos mais importantes do Brasil”, afirmou Giacobo. A MP deve ser votada em no máximo 40 dias.

As obras na Rodovia das Cataratas foram anunciadas dia 18 de maio, em Foz do Iguaçu, pelo ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro Silveira. Os projetos de engenharia e licenciamento ambiental da duplicação dos 8,7 quilômetros da BR-469 já receberam aval do Ministério dos Transportes.

Os estudos, promovido pela Itaipu, Fundo Iguaçu e o Iguassu Convention e Visitors Bureau, foram doados ao Dnit há dois anos. O custo total da obra é R$ 116 milhões. O percurso atual, no acesso as Cataratas do Iguaçu, contém pista simples, dificultando muito o fluxo de veículos e ônibus nos feriados prolongados e de alta temporada do do turismo.