O engenheiro eletricista Luiz Fernando Vianna, que tem uma forte ligação com Foz do Iguaçu, é o primeiro diretor-geral brasileiro a assinar o termo de posse na cidade. Normalmente o ato protocolar é feito em Curitiba. O pai dele, Clóvis Cunha Vianna, foi prefeito do município de 1974 a 1984, época em que o município passaria por grande transformação para a instalação da hidrelétrica, que hoje ele passa a comandar como o décimo diretor-geral brasileiro.

O ato de posse foi assinado nesta quinta-feira, 23 na sala de reuniões do Centro Executivo da Itaipu. Participaram da solenidade o diretor jurídico, Cézar Ziliotto, o diretor administrativo, Marcos Antônio Baumgärtner, o diretor de Coordenação, Ramiro Wahrhaftig e o diretor financeiro executivo, Marcos Vitório Stamm.

Durante a posse, Vianna se emocionou muito ao lembrar do pai já falecido, e da mãe, a dona Léia Vianna, fundadora da Guarda Mirim. A administração de Clóvis Cunha Vianna representa um marco no desenvolvimento da cidade. Foi o responsável pelo primeiro plano diretor da cidade, que teve um grande salto com a construção da usina.

De pouco mais de 30 mil habitantes, Foz passou a ter mais de 120 mil, em uma década. Na gestão dele foram construídas as principais avenidas da cidade, como a Brasil e a JK, a construção do Terminal de Transporte Urbano, entre outras. Já a mãe, dona Léia, tem muito orgulho por ter fundado a Guarda Mirim, que completa 40 anos em julho. A Itaipu tem parceria com a entidade no Programa de Iniciação e Incentivo ao Trabalho. Desde 1988, o PIIT beneficou mais de 5,7 mil jovens com idade entre 16 e 17 anos. Um ex-guarda mirim, Divan Saraiva da Cruz, é hoje gerente da Divisão de Serviços Gerais.
Foto (Comunicação Itaipu Binacional
Assessoria