“O objetivo é abrir discussão para que as pessoas em situação de rua se alimentem em condições adequadas”, destacou Maria Leticia no inicio da reunião organizada pela Secretaria Municipal do Abastecimento da Prefeitura Municipal de Curitiba, nesta segunda-feira (12). O encontro ocorreu em razão da proposição de projeto de lei pela vereadora Maria Leticia Fagundes que pretende regulamentar o fornecimento de refeições por ONGs e programas humanitários à população de rua de Curitiba (005.00232.2017).
“ O poder público isolado não consegue resolver. Sabemos que há instituições organizadas, sem deixar de dar direito e reconhecimento a todos que fazem esse belíssimo trabalho”, complementou Maria Leticia.
“Estamos colhendo percepções, pois só o alimento não tira a pessoa da rua”, afirmou o secretário da SMAB, Luiz Gusi, ao apresentar a equipe da gestão e a importância da distribuição de alimentos às pessoas em situação de rua.
No conteúdo apresentado à Maria Leticia e aos demais vereadores convidados que compareceram ( Dr Wolmir e Thiago Ferro), foi reforçado o artigo 6º da Constituição Federal, o qual trata do Direito Humano à Alimentação Adequada. As consequências quando não são adotadas as boas práticas na elaboração do alimento, assim como o conceito de alimento seguro, que é aquele que não causará danos ao consumidor.
“Constantemente tem pessoas no risco alimentar que poderia ser evitado”, finalizou Gusi. No final do encontro, ficou definido que instituições que fazem o trabalho de refeições serão convidadas para dialogarem sobre a proposta.
Também participaram da reunião: Virgínia Afonso Gasparini (Gestão da Qualidade), Debora Ribas Sugai (Segurança Alimentar), Sheila Cunha (Gabinete SMAB), Roseleine Pizzeghello (SMAB Bairro Novo), Edson Rivelino (Superintendente), Maria Leticia, Ana Valéria Carli (Práticas Alimentares), Fabiana Marcondes (Núcleo SMAB Matriz), Elizandra Flávia de Oliveira (política de Segurança Alimentar e Nutricional) e vereadores Thiago Ferro e Dr Wolmir.