Em entrevista ao jornal “O Presente”, o deputado Evandro Roman (PSD) afirmou que o momento político é de muita responsabilidade com o país. Na linha de defesa no congresso, Roman se posicionou na CCJ contra a admissibilidade da denúncia ao presidente Michel Temer. “Minha decisão visa apenas manter o país na sua estabilidade econômica e política. Não se pode não pode condenar alguém por “achismo”, disse.