A Secretaria da Família e Desenvolvimento Social lançou uma animação que fala sobre os direitos da pessoa idosa para ser apresentada nas escolas públicas do Paraná. Isso fez parte das ações para o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa.

A animação é uma adaptação da cartilha “Conhecendo os Direitos da Pessoa Idosa”, produzida no fim do ano passado. A animação traz, de forma simples e clara, as informações do Estatuto do Idoso sobre acessibilidade, direitos, preconceito e crimes a que estão sujeitas pessoas nessa faixa etária.

“O vídeo, trabalhado em escolas públicas, vai ensinar, desde cedo, valores, direitos e o respeito que devemos ter com as pessoas idosas. Assim vamos formar cidadãos cada vez mais conscientes”, afirmou a secretária estadual da Família, Fernanda Richa.

Segundo a secretária estadual da Educação, Lúcia Cortez, esse é o papel da educação. “Nosso objetivo é fazer os jovens entenderem a importância da pessoa idosa na vida deles e na própria sociedade”, disse.

INFORMAÇÃO – Com linguagem voltada para o público infantil e adolescente, a animação cita crimes como abandono, apropriação de dinheiro e maus-tratos e também elenca aqueles que, muitas vezes, não são percebidos nem dentro de casa, como comentários maldosos e falta de paciência.

A coordenadora da Política da Pessoa Idosa da Secretaria da Família, Fabiana Longhi, esclarece que quanto mais informação, mais proteção para as pessoas com mais de 60 anos. “Informação também é direito. E ela é ferramenta para buscarmos uma vida mais digna e justa para todos”.

DENÚNCIA – O vídeo também incentiva a denúncia em caso de suspeita de qualquer crime contra a pessoa idosa. Para isso, é preciso ligar para o 181, disque denúncia, do Governo do Estado. As ligações são gratuitas e podem ser feitas de forma anônima. Outro canal de comunicação disponível no Paraná é o Disque Idoso 0800-410001, que dá orientações e esclarece dúvidas quanto aos direitos da pessoa idosa.

(foto: Rogério Machado/ANPr)