Link vídeo

Com a abertura da temporada de verão e a previsão de tempo chuvoso para o período, a preocupação com a dengue volta a fazer parte do dia a dia dos paranaenses. E para evitar que a situação torne-se crítica, como na metade deste ano, o Governo do Estado lançou a campanha institucional “Se você não fizer sua parte, ninguém vai fazer” para conscientizar os cidadãos que os cuidados com o mosquito começam dentro de casa e devem ser semanais.

Embora os cuidados e combate ao mosquito Aedes aegypti seja de responsabilidade de todos a campanha institucional tem como público-alvo as crianças. As peças foram desenvolvidas, pela Secretaria de Estado de Comunicação Social, com apelo didático e lúdico para conquistar a atenção dos pequenos cidadãos.

Os personagens das animações divulgadas nas redes sociais do Governo do Paraná são itens do dia a dia, como geladeiras, lixeiras e tampas de garrafa feitos em massinha de modelar na técnica stop motion, que é bastante usada em desenhos animados e com cores vibrantes. “Acreditamos na força das crianças para mobilização e transformação de hábitos, vamos alertar sobre os vilões da água parada e estimular que cada um faça sua parte”, explicou o Secretário de Estado de Comunicação Social, Márcio Villela.

Os protagonistas reclamam das situações cotidianas que enfrentam quando os humanos os esquecem em locais inadequados. Apesar do tom de brincadeira a campanha distribui puxões de orelha, alguns mais sutis como a a falta de limpeza da bandeja externa da geladeira que pode acumular água, ou então que qualquer objeto jogado em local inadequado pode ser criadouro do mosquito, até mesmo uma tampinha de garrafa; até os mais duros como o próprio slogan “Se você não fizer sua parte, ninguém vai fazer”. A intenção segundo os criadores das peças é, apesar de descontrair as crianças, impactar e despertar o senso de responsabilidade.

Em 2016 o Paraná enfrentou um surto da dengue. Em julho, maior pico da doença, foram registrados 55.640 casos no estado e 89 municípios com epidemia, em dezembro o número de casos caiu para 319, mas a expectativa, infelizmente, é que ele suba.

“Com a chegada do verão e o aumento das temperaturas no Estado, o número de casos de dengue tende a subir. Estamos lançando a campanha em um momento em que a atenção deve ser dobrada. Contamos com a ajuda de todos os paranaenses para que o Paraná não enfrente novas epidemias da doença”, enfatiza a superintendente de Vigilância em Saúde, Cleide de Oliveira.

As peças serão veiculadas em canais de TV, rádio e jornais das cidades mais afetadas pela doença e em mídias sociais. O material gráfico com dicas de como acabar com criadouros do mosquito será distribuível para todo o estado.