O governador Beto Richa autorizou nesta quarta-feira, 17, a regularização de imóveis de 2.200 famílias de Campo Largo através do Morar Legal Paraná, mair programa de regularização de propriedades urbanas já promovido no Estado e o maior em andamento no Brasil.

Richa lembra que já regularizou de 25 mil propriedades urbanas e agora começa um trabalho para titulação de mais 40 mil imóveis, com um investimento de R$ 40 milhões. “Todos os governos anteriores, somados, não chegam aos números que o Paraná apresenta hoje”, disse Richa do programa da Cohapar.

De acordo com Richa, o processo de regularização dos imóveis é fundamental para qualidade de vida das famílias beneficiadas. “A titulação garante mais tranquilidade e dignidade à família. Ela passa a contar com segurança jurídica e a certeza de que o imóvel lhe pertence. Pode fazer crediário, tem endereço para correspondências”, disse.

O governador também destacou que todos os municípios paranaenses contam com ações do Estado na área de habitação. “Tudo isso está dentro da política habitacional desenvolvida no Estado, que atendeu de 2011 para cá 105 mil famílias, com moradias e com titulação de imóveis. Batemos todos os recordes em projetos habitacionais e o trabalho não para”, afirmou. “Sabemos o quanto é importante para as pessoas realizar o sonho da casa própria”.

Do total de regularizações previstas no programa, 4.567 já têm os serviços contratados, 31.833 estão em licitação e há mais 4.190 regularizações em fase de negociação com as prefeituras. “Até abril todas as regularizações estarão licitadas”, disse Lupion, que acrescenta que a seleção das áreas alcançadas pelo programa é feita pelas prefeituras, com base em critérios sociais. As famílias beneficiadas têm renda mensal de, no máximo, 6 salários-mínimos.

(foto: Ricardo Almeida/ANPr)