O governador Beto Richa autorzou nesta sexta-feiira, 12, a licitação de R$ 3,1 milhões para a construção de uma área de escape em um trecho da PR-151, no final da Serra da Ferradura, entre Ribeirão Claro e Carlópolis, no Norte Pioneiro. A construção da caixa de desaceleração, que deve ser iniciada ainda em 2018, vai ajudar a acabar com os acidentes fatais no local, conhecido como “curva da morte”. Muitos acidentes foram causados pela dificuldade de redução de velocidade de veículos pesados.

“É importante atender a essa forte demanda da população, em especial de Ribeirão Claro e Carlópolis, que sabe a importância desta obra para salvar vidas”, disse Richa.

O secretário José Richa Filho (Infraestrutura e Logística) disse que o número de acidentes no local fez com que o governador rapidamente autorizasse a obra. “O investimento vai salvar vidas”, disse ele. “Neste trecho os caminhões ganham velocidade e perdem com frequência o controle”, explicou.

“A sensibilidade do governador foi muito grande”, disse o prefeito de Ribeirão Claro, Mário Pereira. “Já morreu muita gente neste local e mais morreriam se não fosse tomado uma providência. Vidas não tem preço”, disse ele. Segundo ele, a maioria dos acidentes é com pessoas que não conhecem a estrada.

Para o prefeito de Carlópolis, Hiroshi Kubo, a obra permitirá aumentar o tráfego, porque a estrada hoje não é muito bem utilizada, devido ao perigo. “É importante para os dois municípios, para o desenvolvimento da região, que tem intenso turismo”, disse ele.

Está na fase final o maior pacote de licitações para conservação rodoviária da história do Paraná, num valor total de R$ 2,3 bilhões em intervenções nas estradas estaduais nos próximos três anos. A PR-151 e a PR-431, rodovias que passam pelo município de Ribeirão Claro, fazem parte do lote 9, que receberá investimentos no valor de R$ 97 milhões. Em todo o Norte Pioneiro, 1.100 quilômetros de rodovias receberão obras de conservação nos próximos três anos, que somarão R$ 242,5 milhões.

(foto: Jaelson Lucas/ANPr)