Parlamentares, especialistas e professores defenderam em audiência pública na Câmara dos Deputados a inclusão, na Base Nacional Comum Curricular, da obrigatoriedade de profissionais de educação física em todos os níveis do ensino básico – especialmente nos níveis iniciais – para atividades esportivas com crianças do primeiro ao quinto ano escolar.

O deputado Evandro Roman (PSD-PR), que pediu a realização da audiência, defende a atuação de profissionais qualificados na educação esportiva, sobretudo na sua implementação no ensino básico como garantia para a construção de um ensino integral. “É fundamental a construção de uma educação integral que desenvolva a inteligência, os sentimentos e as relações sociais entre as crianças e adolescentes, sendo necessária a atuação de profissionais formados e qualificados para garantir a segurança e a qualidade no ensino. A busca é para que isso ocorra e seja desenvolvido, a exemplo de outros estados que já implantaram essa ação em 2017. Eu tenho certeza que vamos levar para todo o Brasil.”

O professor Roberto Corrêa, do Colégio de Aplicação do Rio de Janeiro, destaca que a Base Nacional Comum Curricular negligencia alguns aspectos da educação infanto-juvenil, pois não leva em consideração as aptidões proporcionadas pela educação física. “Estamos falando da construção do contato, das diferenças entre os gêneros e das múltiplas inteligências como inteligência sinestésica, inteligência intrapessoal, interpessoal, pictórica, várias outras inteligências que a Base acaba não contemplando”, reclama.

Por sugestão da deputada Flávia Morais (PDT-GO), que subscreveu o requerimento para a realização da audiência, será criada uma subcomissão específica dentro da Comissão do Esporte para encaminhar as questões referentes à educação física. “A exigência dos profissionais de educação física nas escolas é muito importante. Nós não podemos deixar esse momento ficar no papel, nós precisamos agir, então esse debate é o começo”, afirma.

A subcomissão que irá tratar da obrigatoriedade de profissionais de educação física em todos os níveis do ensino básico deverá ser instalada em no máximo três semanas, após os partidos indicarem os seus integrantes entre os membros da Comissão do Esporte.

(foto: Agência Câmara)