Na assinatura do convênio com o Ministério da Saúde para o repasse de R$ 4,3 milhões para a área de saúde de Curitiba e Região Metropolitana, o prefeito Rafael Greca destacou nesta sexta-feira, 4, a responsabilidade da capital na gestão pública dos recursos e dos serviços de saúde.

 

“Ao recebermos os usuários do UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de todas as cidades vizinhas,  recebemos recursos para isso. Mas assumimos também imensa responsabilidade porque Curitiba faz a gestão da saúde da região metropolitana”, disse.

Do total, R$ 3,2 milhões destinados pelo ministro Ricardo Barros serão para ampliar e qualificar serviços da atenção hospitalar de média e alta complexidade. Outra parte, R$ 1,1 milhão, será destinada para custear cinco ambulâncias do SAMU em funcionamento nos municípios de Pinhais (2), Piraquara (1) e Colombo (2).

 

No evento, Greca destacou ainda os dados positivos obtidos pelo município na gestão da saúde no primeiro semestre. “Em seis meses, 521 mil pessoas foram socorridas nas Unidades de Pronto Atendimento, foram retirados oito mil exames de sangue gratuitos por dia, realizadas cinco mil consultas diárias, 170 mil pessoas foram atendidas no último mês, e retirados 3 milhões de unidades de medicamentos”, disse.

 

E completou: “todos estes números estão na minha cabeça, mas também no meu coração”.

foto: (Pedro Ribas/SMCS)