O projeto para a construção do Trevo Cataratas, na BR-277, nos sentidos de Foz do Iguaçu e Curitiba, que também dá acesso aos municípios de Cascavel e Toledo, foi apresentado aos deputados estaduais da Frente Parlamentar para o Desenvolvimento do Oeste na terça-feira (13) na Assembleia Legislativa do Paraná. Representantes da concessionária Ecocataratas explicaram que a obra será realizada em duas fases, num investimento total de R$ 85 milhões.

“O projeto está pronto e vai melhorar o tráfego na região. Estamos agora unindo as forças políticas, os deputados, para que a gente possa dar andamento nesta obra, que beneficia toda a região Oeste”, afirmou o deputado José Carlos Schiavinato (PP), coordenador da frente.

De acordo com o diretor DER, Nelson Leal Júnior, a obra pode ser incluída no pacote de investimentos próprios do Estado, com recursos do BID. “Os deputados podem agora promover a força política junto ao governo para que esta obra saia do papel. Temos cerca de R$ 1,5 bilhão para investimentos do BID”.

Para o deputado André Bueno (PDT), esta obra é esperada na região há mais de 50 anos.“Deixamos claro que esta obra não cabe em Cascavel se for para aumentar a tarifa do pedágio. Já pagamos um dos pedágios mais caros do mundo. Mas temos saídas. O governo está buscando um empréstimo do BID e hoje ouvimos do diretor-presidente do DER que esta obra caberia neste empréstimo”, disse o parlamentar.

Participaram da reunião ainda os deputados Adelino Ribeiro (PSL), Professor Lemos (PT), Marcio Pacheco (PPL) e Ademir Bier (PMDB).