Os prefeitos Santin Roveda (União da Vitória) e Eliseu Mibach (Porto União) querem aumentar em 60% os financiamentos de imóveis que estão nas chamadas áreas de risco das enchentes do rio Iguaçu. Roveda e Mibach encaminharam um ofício ao gerente regional da Caixa Econômica Federal em que propõem a redução da cota de enchente de 750 metros, em relação ao nível do mar, para 746,5 metros. Com esse redução, aumenta a taxa de financiamento de imóveis novos e usados dos moradores dessas regiões.

Atualmente, apenas 20% dos imóveis de União da Vitória e Porto União são financiáveis pela Caixa Econômica Federal. Com a proposta dos prefeitos, o percentual fica em 60% dos imóveis livres para serem financiados.

Segundo Santin Roveda, a intenção de propor a redução à Caixa e oportunizar para população a aquisição da casa própria. “Tanto em União da Vitória quanto em Porto União, muitas famílias vivem de aluguel por falta de oportunidade em adquirir a casa própria. Com esse oficio que eu e Eliseu enviamos à Caixa, a taxa de financiamento aumenta em 40% e favorece diretamente às famílias”, aponta.

(foto: assessoria)