Mais de 120 alunos se inscreveram para participar do evento que começou na manhã de sábado, se estendeu pela noite e terminou no dia seguinte com a apresentação dos resultados dos grupos de trabalho. Nos mesmos dias, acontecerem mais 3 grandes eventos na cidade com a mesma dinâmica de trabalho, o II Hackathon da Ordem dos Advogados do Brasil OAB – Seção Paraná, com foco em soluções jurídicas; o Hackathon Bosch Agro, que buscou soluções para os negócio agro e em um formato mais amplo o Reação Urbana, com propostas para revitalização urbana do Rebouças e Prado Velho.

O Hackathon Soluções de Cidadania trouxe para a discussão os seguintes temas: fomento ao uso do transporte público, cidadãos solucionando problemas da cidade, Curitiba se conectando com o mundo, formação para Inovação, formação em cidadania, reforma e manutenção das escolas, envolvimento dos familiares nas escolas, poluição do ar, despoluição dos rios, lixo reciclável, prevenção a doenças, ocupação para terceira idade, Melhoria da alimentação da população, segurança no transporte público, insegurança causada pelo desemprego e a utilização de imóveis e espaços desocupados.

Vale do Pinhão

Das três equipes participantes, a equipe Hackapontos, formada pelos alunos Theo La Pastina Modesto, Tarcísio Zotelli Ferraz, Bruno Mendonça Patinho, Wesley Fonseca Carvalho e Naamah Azevedo Verissimo foi a grande vencedora. A equipe elaborou a proposta de desenvolvimento de um aplicativo para smartphone que possibilita a ligação entre a comunidade e o município, incentivando o exercício da cidadania através de um sistema de pontos e troca de serviços, incentivando a zeladoria urbana e participação social no cuidado com a cidade.

Projeto do Vale do Pinhão é apresentado ao Conselho da Cidade

As alternativas para o desenvolvimento da região do Vale do Pinhão foram discutidas na 45ª Reunião Ordinária do Conselho da Cidade (Concitiba), realizada no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc). “O projeto é muito importante para a cidade. É extremamente relevante o Ippuc trazer essa discussão para o conselho e agregar a opinião da sociedade civil. Isso traz força para a proposta”, afirmou o representante da regional do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IABPR) e integrante do Conselho, Juliano Geraldi.

No encontro, que reuniu na quinta-feira (26/10) representantes dos mais variados segmentos da sociedade civil e do setor produtivo que compõem o Concitiba, foram abordadas questões referentes à habitação, mobilidade, seleção de empresas, serviços e a paisagem urbana da região do Rebouças.

Vale do Pinhão

Segundo o arquiteto João Guilherme Dunin, que integra equipe responsável pelo projeto no Ippuc, o Vale do Pinhão será o indutor da indústria de terceira onda, que tem alto valor no mercado da tecnologia. “A ideia é ter um conceito novo, uma plataforma para definição dos usos do Vale. O objetivo é impulsionar empresas a produzir conteúdos tecnológicos, com o apoio do corpo universitário e da Prefeitura.”

Vale do Pinhão propõe revitalização do Rebouças e Prado Velho

Foi lançado oficialmente nesta quinta-feira (26/10) no Engenho da Inovação, o projeto Reação Urbana, que tem por objetivo apresentar uma proposta inicial de revitalização do Rebouças e Prado Velho, regiões do Vale do Pinhão. O movimento, realizado pela Haus (Gazeta do Povo), oscip Reurb, Prefeitura e Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, vai promover durante quatro dias, atividades, palestras, debates e caminhadas de mapeamento para a produção de ideias para a reurbanização das regiões do Vale do Pinhão. No domingo (29/10), todas as propostas elaboradas serão apresentadas para o público.

A integração entre as diversas representações da sociedade foi ressaltada na cerimônia de abertura do evento como peça-chave para elaboração de uma proposta inicial para reurbanização dos bairros: “É muito importante a união dos moradores, com a iniciativa pública e privada na busca de soluções urbanas. O debate aberto que passa por esse evento e se estende em outras ações será constante”, comenta Frederico Lacerda, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação.

A arquiteta Patrícia Alborta esteve no lançamento e comentou sobre a expectativa com a região do Vale do Pinhão. “A região é muito interessante para o que está sendo proposto, temos sinalizações de incorporadoras que querem fomentar espaços com foco na inovação, coworking e espaços para empresas de tecnologia”, comenta.

Vale do Pinhão

Participaram do evento o secretario municipal da Comunicação Social e presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Marcelo Cattani; a diretora da unidades de jornais do GRPCOM, Ana Amélia Cunha Pereira Filizola; o presidente da Asbea-PR, Keiro Yamawaki; o presidente da Ademi-PR, Jacirlei Santos; a diretora do Casa Cor Paraná, Marina Nessi; a coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo da universidade, Maria da Graça Santos, e o superintendente do Instituto Municipal de Turismo, Osvaldo Dietrich.